quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Lamentar?

«Ó Nuvem pequenina», disse a virgem, «quero que me digas
Porque não te lamentas quando numa hora te desvaneces:
Pois procuramos-te, mas não te encontramos; ah, Thel é como tu.
Eu passo, mas queixo-me, e ninguém ouve a minha voz.»
(William Blake, O livro de Thel)

Sem comentários: