quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Llorona



Adoro instrumentos de sopro. O som das praças de touros, das procissões das aldeias, das festas do povo... o choro colectivo, a memória dos tempos. Hoje acordei assim. Mais gordo. Mais triste. Hoje apetece-me chorar e ouvir os Beirut em loop.

Sem comentários: