sexta-feira, 22 de maio de 2009

Aos poucos:

"A contemporaneidade deixou-nos uma afinidade com a tradição cartesiana que progressivamente vai colocando de lado o espaço dado à festa, ao culto dionisíaco, ao erotismo, ao ritual pagão, aos excessos e intensidades àqueles associados." (Sara Antónia Matos, "Captura do Lento", in A Festa)

Sem comentários: