segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Tristeza

"Não-poeta, sobre-poeta, mais que poeta, não apenas poeta - mas onde está o poeta, e o que é o poeta, no meio disso tudo? Der kern des Kernes, a semente das sementes.
O poeta é a resposta.
Desde o nível mais baixo - o do simples reflexo - até ao mais alto - a responsabilidade goethiana -, o poeta é um invariável e determinado reflexo artístico-espirituak: de quê - é já uma pergunta. Talvez simplesmente do volume cerebral. Pushkin disse: de tudo. É a resposta de um génio. (...)
Esta semente de sementes do poeta - deixando de lado a indispensável capacidade artística - é a forma da tristeza".
(Marina Tsvietaieva, O Poeta e o Tempo)

Sem comentários: