segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Completamente só

"Amanhã vou abrir a mala para tirar um romance, um sweater, mas não vou apanhar os pedaços do passado, de ontem, desse ontem com uma sombra que talvez vá chamar-se amanhã mas que a obsessão não deve esmagar hoje.
Hoje, completamente vazio, completamente branco, completamente só." (René Crevel, O Meu Corpo e Eu)

Sem comentários: