quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Embebedar-me

"Guloso por álcool, jazz, tudo o que embebeda, eu ainda entrava nos locais onde se dança, onde se bebe, e embebedava-me indiferente ao que ouvia, dançava e bebia mas feliz por ouvir, dançar, beber, para esquecer os outros que me tinham limitado mas não socorrido." (René Crevel, O Meu Corpo e Eu)

Sem comentários: