quarta-feira, 19 de maio de 2010

Ser bom


"Não amamos o que é nosso só pelo facto de ser nosso, a menos que tenhamos por bem o que nos pertence, e por mau o que é alheio. Os homens não amam senão o que lhes parece bom!" (Platão, O Banquente)

O bom. O belo. O bem. O bastardo. Não amo. Nunca amei. Amei muitas vezes. Perdi peso. Ganhei peso. Engordei e emagreci. Apanhei sol. Queimei-me. Envelheci. Rejuvenesço, sempre. Morrer novo é viver para sempre. 1976 no meu peito. Ramones. Disco. Alberto Moravia. Aldo Moro. Irlandeses revoltados. Irão. O vídeo matou as estrelas da rádio. Pornografia com bigodes e pelugem no peito. Amo o que vejo sem amar. O bom é mau mas sabe bem. Venho-me! Muesli e kiwis. Lavo os dentes. Olho-me nos olhos. Bem bom! 2 da manhã. Adormeço.
(Imagem: Brian Kenny)

Sem comentários: