segunda-feira, 21 de junho de 2010

Invenções

"Há sempre um determinado ponto em que já não se sabe se aquilo que inventámos é mais verdadeiro do que nós próprios." (Robert Musil, As perturbações do pupilo Törless)

Sem comentários: