quinta-feira, 22 de julho de 2010

A ver:

"Menina Limpa Menina Suja", exposição antológica de Ana Vidigal, no CAM-Gulbenkian.
Obras com humor docemente corrosivo. Diversos objectos, imagens, textos, cartas, formas... resgatam, em pinturas ou instalações escultóricas, a experiência da história através de um poderoso filtro crítico que, de modo subtil e anedóctico, em articulação com os vários movimentos e tendências da arte dos últimos 30 anos, revela os substractos plásticos e pictóricos inerentes à configuração da memória colectiva, perspectivada pela visão individual de uma das mais importantes e coerentes artistas nacionais.
Para já, posso apenas cantar:
"Laisse tomber les filles...
...un jour c'est toi qui pleureras"
(Imagem: Ana Vidigal, J’ai absolument rien à voir avec Hollywood, 1995)

Sem comentários: