terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Implantadas

"Todos nós, mesmo quando pensamos ter notado todas as minudências, recorremos a elementos do cenário que outros antes de nós já levaram à cena muitas vezes. Prcuramos reproduzir a realidade, mas quanto mais nos esforçamos mais se insinua em nós o teatro histórico do passado: o rapaz do tambor caído, o soldado de infantaria no momento em que apunhala um outro, o olho de um cavalo saído da órbita, o imperador, invulnerável, rodeado pelos seus generais, instante retido na confusão do combate. A nossa relação com a história (...) vive de imagens prévias já implantadas no interior da nossa cabeça para as quais persistimos em olhar quando a verdade está alhures, onde ainda ninguém a descobriu". (W.G. Sebald, Austerlitz)

Sem comentários: