quarta-feira, 13 de abril de 2011

Vida?

"Pintarás o vinho, o amor, as mulheres, a glória, na condição, meu homenzinho, de não seres nem bêbado, nem amante, nem marido, nem magala. Quem se mistura com a vida, vê-a mal, sofre ou goza de mais com ela. O artista, no meu entender, é uma monstruosidade - qualquer coisa de exterior à natureza" (G. Flaubert, Carta à sua mãe, 15 de Dezembro de 1850)

Sem comentários: